Esporte

CEI Mirassol e a perspectiva da expressão corporal na prática esportiva e na educação física

Embora ainda haja, na pratica pedagógica, o predomínio do modelo esportivo atrelado aos princípios do alto rendimento, materializado nas escolinhas de esportes e nas equipes, a prática esportiva e a Educação Física no CEI Mirassol, pautam-se na compreensão de que o ser humano, ao se movimentar, expressa sentidos e se comunica, reconhecendo-o não apenas em seus aspectos orgânicos, mas abarcando também os aspectos culturais, sociais e históricos. Assim, em nossas práticas esportivas, tematizamos não somente os esportes, mas também as lutas, as atividades rítmicas e expressivas, as ginásticas e os jogos que se entrelaçam com o conhecimento do corpo. Essas práticas corporais são reconhecidas como fenômenos culturais, construídos e reconstruídos historicamente.

Cabe ressaltar que o conhecimento também é marcado pela linguagem sensível, que emerge do corpo e é revelado no movimento no ambiente, cultura e história. Um conhecimento capaz de despertar diferentes sentidos tais como: saúde, lazer, cultura, auto-conhecimento, socialização e performance, não estando relacionado apenas ao fazer separado da teorização.

Se pensarmos no ensino do voleibol, na perspectiva do CEI Mirassol, além do aprendizado dos elementos técnicos partindo das experiências vividas pelos alunos, do respeito aos limites de cada corpo e ao corpo do outro, da possibilidade de recriar regras que possibilitem a inclusão de um maior número de participantes, existe a necessidade de se refletir sobre os significados e objetivos diversos sobre o ato de jogar voleibol, que variam de acordo com o contexto e a forma como é vivenciado, seja nas quadras das comunidades, nos hotéis, nas areias das praias, em jogos oficiais do estado, Super Liga ou numa Olimpíada. Outras reflexões também se fazem necessárias, como a história e evolução desse esporte, a identificação e problematização de um padrão de corpo veiculado pelos atletas de voleibol em diferentes regiões do país e do mundo. Para que as vivências das diversas práticas corporais sejam contextualizadas e apreciadas, são utilizadas variadas estratégias durante as aulas, além da experimentação de diferentes técnicas corporais. Incluímos também a criação e recriação de regras, pesquisas, utilização de vídeos e realização de entrevistas, levando em consideração a possibilidade de dialogar com outras áreas de conhecimento através de projetos que atendem ao tema integrador de cada ano.

 

Equipe

Direção: Maria Célia Lopes de Andrade
Vice-direção: Corina de Sá Leitão Amorim
Coordenação de Esportes: Jairo Tinôco Neto

 

  • VÔLEI
    Jairo Tinôco Neto
    Dalyane Cortez
 
  • GR
    Diana Fernandes
    Alana Débora de Souza Batista
  • FUTSAL
    Luiz Carlos Scala
    José de Arimatéia Ciole
 
  • NATAÇÃO
    Gladson Soares
    Ana Gracielle Ananias
    Juliane de Souza
 
  • JUDÔ
    Franscisco das Chagas Lacet
    Veronice Cassimiro das Chagas
 
  • KARATÊ
    Ewerton Pablo S. Bezerra
 
  • BASQUETE
    Jose Arimatéia Mapurunga

 

  • PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA
    Diana Fernandes
    Luiz Carlos Scala
    Ana Gracielle Ananias